sábado, 13 de dezembro de 2008

FASHION GURU edição do closet

Último post de 2008 e um dedicado a começar o ano mais leve e mais fina. beijos

(para Loulou)


Ilustração de Ricardo Toscani inspirada no armário da Loulou


Loulou é uma menina muito, muito inteligente. O que não significa que seus cachinhos dourados não fiquem lisos diante da idéia de passar por uma limpeza de closet.

Mas, desconfio, a virada para 2009 + os novos tempos (vcs leram no NYT que se trata de uma revolução, tipo Dior '47, crise do petróleo '70s, daquelas que muda para sempre o jeito de vestir?) pedem uma boa limpeza. E Loulou, darrrling, você não pode mais deixar para amanhã.

Eu já fiz várias, de maneira organizada como os meninos Jesse Garza e Joe Lupo, autores de Nothing to Wear?, me ensinaram.

E agora Nina Garcia, do Project Runaway e da Marie Claire US, ensina.

Posso dizer o seguinte: é tudo uma questão de lógica e tudo parece óbvio e fácil como cozinhar miojo (arrgh!). Mas a única vez que eu tentei fazer miojo na vida eu errei (ufa!) e eu garanto: diante das peças que acumuladas por décadas (não é, Loulou?), a gente fica tão emotiva que a lógica vai para as cucuias.

Então, apegue-se à Nina Garcia e a Sissi como se fôssemos Expedito, o santo das causas impossíveis.

Só ele(a) para ajudar você nessa hora difícil e sensível que é a edição do closet. A saber, as aspas dela e os meus comentários:

1. JOGUE FORA O QUE VOCÊ NÃO USA E O QUE NÃO FICA BEM EM VOCÊ. Dureza é admitir que você nunca mais vai usar aquela minissaia de pelúcia de leopardo - ainda mais agora que Tory Burch fez coletes fake do felino. Mas, querida, encare a vida: a moda colocou o leopardo fake na gaiola certa. Mini é muitoooo risqué. Colete é engraçado. Isso é só um exemplo da conversa que você vai travar com cada uma das peças entocadas no fundo do seu armário. Prepare-se para ouvir por horas as vozes do diabinho e do anjinho da moda. Para agüentar, tia Nina sugere que você se dê de presente uma peça-desejo para cada 20 que mandar para a sacola marcada com 'já vai tarde'. Eu acho uma marca alta - espero que você não tenha 20 peças para mandar embora. Mas desconfio que seja o caso da Loulou. Seja como for, você captou a necessidade de ter uma cenoura na sua frente, sim?

2. COMPRE O TAMANHO CERTO. Tenha fé de que vai acontecer, mas não conte que você vai perder 5 quilos na hora de comprar uma roupa. "É melhor ser realista e aproveitar o que aquela peça pode fazer por você naquele momento", diz Nina. Isso significa que não adianta adquirir um tubinho Léger se você vai se sentir como um salame francês, compreeende? Melhor um vestidinho mais amigo, assim, um André Lima vaporoso? Do contrário, você vai se sentir deprê cada vez que abrir o armário.

3. NÃO SE DEIXE SEDUZIR PELO OFF, OFF, OFF! Sim, ninguém discorda que ir ao Marcas&Cia e comprar um sapato masculino de píton Maria Bonita por 500 reais - valor cheio, 1,5 mil reais - é uma barganha. Mas se você nunca levar o par para dar uma voltinha, bem, vou dar uma notícia: você não mais economizou 1 000 reais e sim jogou fora 500 reais.

4. AI, NÃO SEJA TÃO SANTA. Moda é diversão (esse é meu mantra). Se você não consegue sair da linha, precisa experimentar a ótima sensação de colorir outros espaços em branco. "Você deve se sentir inspirada pelo conteúdo do seu closet", diz tia Nina. "E 20 saias pretas dificilmente tiram alguém do tédio como uma única saia bordada." Make it a Blumarine!

5. NÃO SEJA DOMESTICADA PELAS TENDÊNCIAS. Simples assim: se um vestido amarelo Isabella Giobbi não fica bem em você, por que insistir? Sim, o amarelo é de novo a cor do verão. Mas está longe de ser a única. Então, take a walk on the wild side e se afaste do que dita o mercadão. Seja fiel ao que o seu espelho manda.

6. SEJA MEL GIBSON NA HORA DE EDITAR. Querida, se você agüentou ver cinco segundos da batalha de Coração Valente entende o tipo de coragem necessária para decepar peças do seu armário. Parece autoflagelo, mas não venha de 'bibibi'. Por razões sentimentais você guarda o guardanapo do acarajé que dividiu com seu primeiro namorado na viagem para Salvador. Não guarda 25 camisas xadrezes de quando decidiu ser grunge. Não se apegue a uma peça só porque investiu o salário de três meses nela. Monte um bazar como o da Rita Wainer e deixe que a peça, até então encalhada, vá ser feliz no corpo de uma outra menina. "Seu armário deve conter apenas aquilo que fica bem em você", diz Nina Garcia. "Do resto, eu prometo, você nunca vai sentir falta."

E eu prometo que, a cada limpeza que você faz, mais seu estilo se refina. E mais você fica fina.

10 comentários:

Vica disse...

Adorei isso, preciso fazer uma limpa urgente no meu guarda-roupa!! Guria, vi que tu colaborou na edição de dezembro da Women's Health, tem algumas coisas bacanas, mas detestei a diagramação da revista. Tu trabalha direto nessa revista ou em outras?

Flor de Bela Alma disse...

Oi Si, eu vou fazer uma faxina essa semana no meu guarda- roupa depois de ler isso aqui, viu?! Beijo: Bia

Lauren disse...

Fico com MEDA de olhar para as minhas roupas agora. Já assassinei horrores, mas ainda tem peças q são xodó. Ai, não adianta, sou material girl, confesso! Não consigo dar a única blusa rosa q tenho, mesmo sabendo q não voltarei a usar jamé. Gente pobre não pode sair jogando fora roupa assim, cherrie. O que a gente vai usar depois??? help-me Nina!
bjokassssss

lancelloti disse...

Olá! Estou começando um novo blog e adicionei o seu. Falo de moda, fotografia, etc.
Meu estudio: www.barkstudio.net
Meu blog: www.lancelloti.wordpress.com

Beijos e adorei o post. Não se joga roupa fora, não vemos as jaquetas de couro e as pantalonas por ai? E diziam que a skinny reinaria para todo sempre...

lancelloti disse...

Ah sim, fotografamos jóias tb!

sabina anzuategui disse...

Si querida, espero que você esteja se divertindo na praia!

De todo modo, quando voltar, dê uma olhada nessa postagem sobre "como editar blogs".

Sei que temos "opiniões divergentes", mas...

http://limasdapersia.blogspot.com/2008/12/como-editar-blogs.html

Bjs!

sabina anzuategui disse...

Ah, adorei a dica 6.

Embora católico e reacionário hoje, o homem para mim ainda é o Mad Max.

Fazendo essa ressalva, acho que poderíamos dizer "Seja Mel Gibson em tudo na vida!"

- - -

Além disso, há o inesquecível diálogo da Alicia Silverstone em "Patricinhas de Beverly Hills" (tradução pessimamente brega do titulo original).

A namoradinha intelectual esnobe fala algo errado sobre Hamlet, e Alicia a corrige (no banco de trás do carro do meio-irmão).

A intelectual esnobe faz sua ironia: "Realmente, eu sei POUCO de Shakespeare."

A patricinha reponde: "Não sei o quanto você sabe de Shakespeare. Mas eu sei TUDO de Mel Gibson, e não foi ele quem disse essa frase no filme."

João Batista Jr. disse...

Muito bom.

Marília disse...

Nem me fale, preciso de uma reciclada no wardrobe right now... òtimas dicas. Sissi, feliz Nataaaal! e um excelente 2009, de muito sucesso, amor e paz! Bjs

Lauren disse...

Sim Sissi! Obrigada pela "bronca" q me deste! Entendo bem q jogar roupa fora nos tempos de hj é inconcebível! Um ótimo natal para vc e um mérrevilhoso 2009! q continue criativa para fazer posts em seu blog, cherrrie!
bjokasssssssss