terça-feira, 1 de julho de 2008

DESOBEDIÊNCIA MODAL pink+laranja


Dior, inverno 2008


Jil Sander, verão 2008

Color block - o bloco de cor - é tendência máxima do verão que vai vazando para o inverno. A idéia é simples: a força da roupa está na combinação de cores sólidas, fortes, vivas. Mas é difícil aplicar à vida real. Só os bem nascidos com o 'DNA mix de tons' é que se safam numa mistura fina. E isso vale para os estilistas - não é raro encontrar um que tenha aptidão para alfaitaria, por exemplo, mas seja um fiasco como colorista. Tem que treinar com a caixa de lápis de cor na infância. E às vezes isso é um problema também: todo mundo aprende de guria que vermelho e pink não andam na mesma produção. O que dizer, então, do laranja e do pink, top combinação de cores na minha cartela (mais do que verde+roxo, Klein+amarelo, vermelho+onça)... Ela apareceu no verão da Jil Sander com roupas de corte sequinho. É um jeito de usar: modelagem zero X cor mil. Mas eu gosto mesmo do barroco sessentinha da Dior (modelagem + enfeite + cor, tudo mil). E o mais bacana é que a proposta é para o próximo inverno - sem dúvida deixa tudo mais quente. E não precisa ser só para uma cocktail party, não. Um spencer de lã laranja + uma saiota de veludo pink + meia-calça fio 80 preta + oxfords de verniz e salto pretos e você desafia as regras do bom tom no melhor jogo de tons. (em tempo, não preciso reforçar que tecidos têm de ser dos bons, sim?)

3 comentários:

Virgínia disse...

Eu curto essas coisas!!

lumefa disse...

eu gosto disso, acho que em grande parte por ser a cor do meu xiclé favorito, memória afetiva é mesmo uma coisa impressionante...

Márcia Mesquita disse...

Oi Sissi, tudo bom?
Por falar em cor, você já ouviu falar no 12-Tone Personal Color Analysis, um sistema de análise de quais cores ficam melhor por 12 tons de pele? Fui cobrir uma palestra de uma personal stylist que segue este sistema, achei legal, a demonstração que ela fez na palestra provocou alguns oohs na platéia, impressionante o "poder" das cores
bjs