quarta-feira, 2 de julho de 2008

Fashion Rio - dias 3 e 4 - shopping list

(vou atualizando à medida em que falo com os estilistas. por agora, Maria Bonita Extra, Filhas de Gaia, Tessuti e fotos sem crédito dos próximos, combinado?)

PEÇA SEIS E SETE: MICROTERNO + TEADRESS



Miniterno de linho com fio de inox, R$ XXX




Teadress de georgete de seda, R$ XXX

Antes de assinar o estilo Maria Bonita Extra, Ana Luiza Magalhães vestia mais do que a camisa da marca: vestia os vestidos e calçava os escarpins (melhor ainda se eles fossem estampados com os coraçõezinhos, marca registrada da MBE). Agora, na segunda coleção, essa mineirinha prova que está à vonts na cadeira de criadora da Bonitinha carioca. Inspirada pelo amante de Marguerite Duras (leia o livro, veja o filme!), Ana fez uma viagem à Indochina e dela trouxe idéias frescas, românticas, com perfume retrô para um verão tropical. Tudo bem MBE. A idéia mais fresca - em todos os sentidos (nova, refrescante e de frescura pura) - é o microterno de linho com fio de inox. "Tudo já foi inventado na moda. Então, minha função como estilista é pensar em um milhão de opções para uma calça, um vestido...", me disse Ana. Só que não é todo mundo que encara o assunto desse jeito quando a questão é o terno - parece modelagem 'imexível' (sic). Ana não se fez de rogada e cortou o desnecessário para o calor de 40 graus do Brasil de dezembro a março (sem falar nas heatwaves fora e época): pernas e mangas. "Dá para usar no fim de semana, na praia, numa viagem de verão - só não dá para trabalhar porque o short-saia é muito curtinho." A maravilha é que o blazer de mangas curtas é tendência pura e vai fazer total diferença no seu armário, combinado com outras peças mais dignas do 9h/18h (na coleção MBE tem uma calça com a mesma estampa - ramos de arroz com grãozinhos que remetem a corações - mas Ana aconselha a combinar com uma calça lisa para não pesar). A segunda maravilha é que short-saia volta a existir como opção de compra (por favor, não tirem o corte de linha; por favor, outras marcas, coloquem o corte na linha). É outro separate com 100% de impacto no seu closet.

Bem, no ramo das coisas esperadas da MBE está o vestido. Sem mil versões dele numa coleção, não é MBE. Esse teadress, com estampa floral que imita uma aquarela, em um verde água, é ótimo para quem ama vintage e detesta mofo. E os acessórios ditam a produção. "Dá para usar numa festa de dia, do jeito que aparece na passarela, ou com cinto dourado e saltão para uma festa à noite." Esperamos os convites - o vestido já está reservado.

Preços só daqui a duas semanas. www.mariabonitaextra.com.br

PEÇA OITO: LONGO ESTAMPADO



PEÇA NOVE: FLORAIS DE INVERNO


Saia de gomos de tafetá de seda, R$ 1 980.

Na mitologia grega, Gaia - Terra - é o elemento primordial. Com ela, saímos do Caos e entramos num cenário de céu, montanhas e mar. "Ela trouxe um novo padrão estético", me definiu agora mesmo Marcela Calmon, sócia de Renata Salles na Filhas de Gaia há três anos. Filhotas de Gaia, elas pretendem criar um novo padrão estético "dando uma rabiscada", como definiu Marcela, no convencional. Tem humor - quase deboche, no bom sentido - nas roupas dessa marca carioca. Principalmente nas roupas de noite, nicho em que as estilistas, amigas desde os seis anos, resolveram rabiscar fazendo estampas e modelagens bem menos óbvias no mercado. "Isso e mais acessórios rock tiram o ar debutante das peças", diz Marcela. E esse look é um exemplo disso: camiseta sob corselete desconsertam a saia de tafetá. Pena a camiseta não ser trompe l´oeil - com o corselete estampado sobre ela ia ficar muito ótima usada com um jeans. Mas foco na saia: extravolume, com os gomos todos presos em pontinhos a mão. A estampa, que parece um floral de inverno, só por isso já seria ótima compra. O próximo inverno vai ser florido em cores sóbrias - então, pecinha longa vida. Mas, vista de perto, a estampa se revela uma cidade caótica, ilustração do desginer Gabriel Oliveira - e ponto, tira o volume froufrou do sério. Marcela recomenda usar na versão arrumadinha, com corselete, para ir a um casamento. Ou com camisa branca. Sapatos? "Ah, pode ser sapatilha, sapato alto. Só não pode ser bota porque, com esse volume, fica esquisito", fecha. Em tempo: em várias cores e também na versão shantung de seda, sempre lisa por conta dos rajados do tecido.

Rua Duque Estrada, 07, Gávea, tel. 21 2294 0848, comercial@filhasdegaia.com.br


PEÇA DEZ: COCKTAIL DRESS ESTAMPADO


Cocktail dress de organza, R$ 1 427.

Eu penso que não há nada mais apropriado para o espírito brasileiro de festa do que um cocktail dress. Ele é menos montado, mais easy. Tem toda a chance do mundo para conquistar um espaço maior no nosso armário - sentenciando à prisão perpétua aqueles modelos de cetim brilhante com mil rebordados que parecem ter saído de uma fábrica de falta de criatividade e de gosto.

Enfim, desabafo feito, cocktail dresses, por definição, são informais o suficiente para ir a uma festa-bacana-que-não-seja-gala e chics o suficiente para nunca pisarem no ambiente de trabalho. Têm tecido fino. São curtos, no máximo longuetes. E quanto mais requintados forem no acabamento (Balmain tem apresentado uns exquisite. jóias puras!!!!), mais esnobes ficam. Num sinal de desobediência modal pura, rivalizam agora com os longos justamente nas festas de gala (quem viu as fotos da festa de abertura da exposição Superheroes no MET de NY entende o espírito).

Fafa Cosenza - quatro anos de Tessuti, primeira coleção assinada por ela - fez um modelo na medida para as festinhas de verão em território tropical. "É uum vestido para noite, mas para um evening mais tranqüilo, que começa no final de tarde e vai até escurecer", Fafa me deu a sua definição de cocktail dress. De organza, é estampado com flor do deserto em cores lindas, queimadas, que funcionam em peles branquelas ou nas douradas de sol. Mas não vai ao gala porque, como a estilista diz, é mais tranqüilo.

O modelo de organza é todo cheio de pences e pregas que fazem a peça cair certinha no corpo, very ladylike. O tecido dá aquela transparência sutil, longe da sensualidade = pornografia. "De dia, dá para usar com acessórios de croco - um cinto e uma sandália. À noite, melhor ficar com o cinto que vem no vestido e optar por sandálias mais escuras e uma carteira de cetim", indica Fafa.

Quem ama a estampa e não é feliz na organza (ou nessa modelagem) pode fechar com o modelo tubo de cetim de seda (R$ 624).

À venda a partir de agosto, www.tessuti.com.br


PEÇA ONZE: SAIA LONGA



PEÇA DOZE: BIQUÍNI NUDE

4 comentários:

Fê Resende disse...

to AMANDO essa série de aulinhas desde o fashion rio! =)

Fernanda R. Lima disse...

adoro o look saia longa...
beeem meu estilo!
seu blog ta nos meus favoritos
;)

Fernanda R. Lima disse...

Oi Sissi! Conheço o Luis Guilherme sim.. do Dhanvantari.. ja fiz cursos lá.. que bom que vc conhece e se cuida com a Ayurveda.. fico suuper feliz. Eu sou terapeuta e atendo em 2 lugares.. no Ciymam no Itaim e no Espaço Saude Melhor em Moema... e vc faz Yoga aonde? que legal.. ano que vem começo minha formação para ser professora.. vamos nos falar... um beijão

Anônimo disse...

I was looking for More Evening Dresses and was wondering if Alexia Admor is the best designer for More Evening Dresses?