quinta-feira, 18 de setembro de 2008

COMO SAIR ÀS RUAS COM ESTILO acerto de compras


Foto de Richard Avedon para Harper's Bazaar, anos 1950, em exposição até o dia 27 de setembro no Jeu de Paume (1 Place de la Concorde, Paris): você pode pular com essa classe e essa felicidade se fizer as pazes com o shopping.

Você já leu as manchetes do dia? Bancos vão se juntar para uma ação coordenada contra a crise... Esses tempos - justo agora na hora de abastecer o closet para o verão - não estão para erro na hora de comprar. Estão mais para acerto de compras. Investir só no que você vai de fato usar e jamais sucumbir ao faniquito da compra por impulso.

Antes de entregar o cartão de crédito por aí, leia esse manual de prevenção da tragédia do shopping (os exemplos são dramáticos e caricaturais, but you get the picture).

Enfim, os maiores erros de estilo, adivinhe?, são cometidos nesse momento crucial da vida: você baixando as araras atrás de uma peça. Não use seu cartão de crédito em vão. Faça dele seu melhor amigo.

As síndromes e seus remédios:

1. COMPRA CHAPADA: alguma sinapse errada acontece e você arremata um par de luvas lamê dourado. Talvez você tenha exagerado no Campari Splash na noite anterior e se imaginou com uma taça na mão enluvada à moda de Gilda. O torpor passa, mas a sacola fica. E o conteúdo não tem nada a ver com você. Que fazer?
Remédio: Se você recobrar os sentidos em tempo, corra para a loja e tente a troca - solução mais óbvia. Mas é comum a fantasia-Gilda demorar para passar. Das duas, uma: ou você revende para um brechó ou repassa para uma amiga que segura as luvas no look.

2. COMPRA DO HEMISFÉRIO NORTE: se você vive do lado de baixo do Equador - e só vai no inverno para o lado de cima se for esquiar -, por que investir no 25* mantô? Mesmo quem mora no Região Sul não precisa acumular zilhões de peças térmicas. Páre de se imaginar numa cena de comédia romântica sob a neve de Estocolmo. E sintonize seu termômetro na temperatura do seu CEP.
Remédio: Liberte-se da lenda de que o inverno é a estação mais chic do planeta, especialmente num planeta cujas temperaturas não param de subir. Pare de acreditar que todo mundo parece mais chic no inverno. Isso é pensamento tupiniquim, deslumbramento com o alheio. Verão pode ser chiquérrimo também - desde que você invista na arte de se vestir bem na altas temperaturas. Concentre seus esforços e investimentos em tornar a paisagem tropical ainda mais bonita.

3. COMPRA DO ESPELHO TURVO: você é um bom tamanho M e insiste em comprar o P ou o G, de acordo com o estoque disponível daquela peça. Ou você acredita na palavra de uma certa vendedora que jura que você não parece um fiambre numa calça visivelmente pequena para seu tamanho. Ou tem uma imagem tão distorcida do corpo que acha que tem que esconder as curvas com um suéter que cabe no King Kong.
Remédio: saia da sala de espelhos mágicos e se concentre no reflexo real da sua imagem. Se você se acostumou a pensar que é um tamanho 48, entre no provador e veja o efeito da peça 38 no seu corpo. E não escute vendedoras ou amigas com coração grande, que preferem 1) vender a peça e 2) contar uma mentirinha branca para deixar você feliz com a saia-lápis 34!

4. COMPRA DO TÚNEL DO TEMPO: Você tem 40 e, mesmo que tenha as pernas de Sharon Stone, acha que tudo bem usar uma microssaia de babados pink - por sinal bem parecida com aquela que você usou aos 12 anos. Ou você tem corpo de 20, alma de 60 e closet de 80? Fato é que não consegue simplesmente ser uma pessoa de 30 com cabeça de 30 num corpo de 30. Mon dieu!
Remédio:
faça as pazes com o relógio biológico e respeite as regras do jogo da moda para sua idade. Ou você tem planos de se tornar aquela mulher que, de costas, com o corpo malhado, cabelos longos cacheados, vestido curto e justo, é uma uva; de frente, parece uma passa! (queridas, a gente só promete o que pode cumprir).

5. COMPRA DO ECO: Mais um escarpim de bico fino? Mais um suéter de gola V preto? Mais uma skinny cinza? Quantas irmãs gêmeas você tem?
Remédio: é muito confortável fazer compras no piloto automático. Você sabe o que funciona, pega na prateleira e vai direto ao caixa - sem pit stop no provador. Ok quando se trata de repor uma peça clássica do closet, mas não ok quando isso vira o seu shopping operandi. É como comer feijão-com-arroz todo dia. Você nunca vai variar o cardápio? Comece já e saia do mesmo, da zona do tédio visual.

6. COMPRA DO RG TROCADO: Manolos iguais aos da sua melhor amiga. Colar igual ao da top model na festa do MET. Saia igual a da colega de trabalho. Look total igual ao da Kate Moss. Tudo bem você gostar de uma peça e comprar idêntica, mas quando suas compras se pautam apenas pelo gosto alheio trata-se de um caso "mulher solteira procura".
Remédio: corra para o achados&perdidos atrás da sua identidade. E mesmo que a compra seja igual, expresse sua personalidade própria no jeito de usá-la. Cada um tem o seu...

Remediar é possível, mas a prevenção funciona e serve para todos os casos:

1. Faça uma shopping list,
2. Não saia às compras com fome (de estilo) para não sucumbir à bolachinha de chocolate (vulgo o terceiro escarpim verde-ácido - quem precisa da caloria extra?),
3. Experimente tudo e sempre e,
4. Em caso de emergência, ligue para uma amiga centrada, menos consumista, para ela acalmar você ainda no provador (no meu caso, a Camila, mas eu não sei o que fazer quando ela lançar as jóias Camila Sarpi para Isabella Giobbi na semana que vem. Ah, é bom dizer que a Camila faz seu acerto de compras assim: além das prefs por aqui, "concentro todo o consumismo de um ano em 10 dias em NY, vc ficaria orgulhosa de ver a quantidade de sacolas!! dói o ante-braço, faz aquelas marquinhas vermelhas na pele...").

Enfim, só saia da loja com o necessário e o extraordinário que é demais!

4 comentários:

Marília disse...

excelentes dicas, sissi!
já cometi quase todas os erros dessa lista. bom saber q pra todos eles existe uma solução... ou quase.

vou pra paris daqui a um mes, 18 de outubro!

isabeli (éli) é o máximo, foi super simpática na entrevista, uma fofa. quem está abrindo restaurante são eles, o 3x4, no Itaim.

mais dicas quantes de paris, sil vous plait!!!! hehe

bissous!

João Batista Jr. disse...

Meus Deus, quando erros já cometi. Vou tratar de printar o post para deixá-lo na mochila. No more pain!

mariana coelho disse...

acho que ja passei por quase tudo!
e amei o final do post..a musiquinha caiu como uma luva!(e agora não vaimais sair da cabeça..ai ai!)hehe

..o necessário..somente o necessário..

Anônimo disse...

que post mais maravilhoso e verdadeiro esse!
ameiiii!
sweetbeijos
Paula
sweetestperson.wordpress.com