sábado, 8 de novembro de 2008

COMO SAIR ÀS RUAS COM ESTILO dilema do esmalte + jantar entre desconhecidos

Querida, adorei o esmalte preto no pé, mas gostaria de saber a sua opinião sobre esmalte da mesma cor nos pés e nas mãos?

E, mais, podemos fazer mais perguntas do tipo, que roupa usar no sábado? Vou a um jantar de pessoas que nem imagino quem sejam. Devo ir dentro de um pretinho de renda, discreto e honesto ou envergar um 1/2 turbante ou lenços ou faixas na cabeça?

beijo

Ah, saiba que tenho entrado aqui todo dia. Adoro


Adriana, estou te devendo essa, não?

(pode, sim fazer todas as perguntas (publicáveis) que quiser!)

O seu jantar já deve ter fica no passado remoto a essa altura... Mas, enfim, nunca é tarde para uma sabedoria fashion.

É fogo ir a um lugar onde não se conhece ninguém porque não se sabe o que esperar da platéia... Eu diria que um tubinho rendado (honesto e discreto é o mínimo que todo mundo deve ser. A renda aqui é o que salva, que deixa tudo mais especial, menos nulidade na multidão, não?), cabelo preso e sandálias de salto médio dão uma aula de diplomacia em território desconhecido. É mais bacana do que ser território neutro, com uma roupa blá: você não abre mão da sua personalidade (considerando que você sugeriu o vestido rendado porque combina com ela) mas não passa em branco e também não choca ninguém!

Dito isso, acho bacana você ter alfinetado com o turbante e a faixa no cabelo. Eu acho turbante lindo, mas ainda não encontrei ninguém que conseguisse usá-lo com a cabeça naturalmente erguida com que as mulheres dos anos 1910/40s portavam o seu, fosse com terno diurno (ah, Katharine Hepburn...) ou com pijamas de seda noturnos (bem Denise Poiret para festas). Se você consegue sem parecer uma reedição do passado ou uma Prada fashion victim, Prêmio Moda Brasil para você! (olha a Catherine Deneuve na foto do ex-marido, david Bailey, mais abaixo).

Faixas são mais administráveis e aceitáveis nos anos 2000. Aí depende mais da produção e do tecido. Um lenço de cetim de seda terminado com um laço mega na nuca pode ser o único acessório do look, por que não? Só acho que tem que tomar cuidado para não passar a idéia de que você colocou a faixa com o mesmo espírito de quem está na praia e precisa domar/esconder as madeixas vítimas da maresia.

Ah, e sobre os esmaltes. Adoro cores de personalidade usadas em par, combinadinhas. Outro dia estive com a Natalie Klein e ela estava com preto nos pés e nas mãos. Idem para Isabella Giobbi, que vive combinadinha de pink ou tomate. Ladies, mas modernas - muito diferente de usar misturinha nos pés e nas mãos, não?

Mas a escolha do esmalte deve ser pensada como parte do figurino. Um vestido completamente neutro (cinza, bege, verde água) ganha vida se você passar esmalte coral nas mãos e roxo nos pés (!!! assustou? fica lindoooo de morrer...). Mas todo o resto vai ter que passar despercebido (sandálias de couro natural ou marrom), bolsa idem. Vai mais da intimidade que se tem com cores e a vontade de (des)combiná-las.

beijos,
Sissi

4 comentários:

andreza felix disse...

é! a kate hepburn é a mulher , indubitavelmente.
as manicures ficam loucas quando desconbinam o esmalte e chego com cores, tantas cores. Afinal bh não é exatamente a Champs Elisee...

bjo sissi!

Adriana disse...

Querida, o jantar foi cancelado, mas deve acontecer por esses dias. Então o pretinho de renda continua valendo. Sobre o turbante, infelizmente, eu não fico à vontade nem mesmo na frente dos Silvestre e da Diana, meis gatinhos. Tenho a sensação que até os dois ficam rindo. Amei as dicas valiosas e vou testar o coral com roxo. Isso dá para segurar.
beijo enorme

João Batista Jr. disse...

Simone, tudo bem?
Já que você deu carta branca para os seus leitores fazerem perguntas, segue aqui uma dúvida minha e da minha editora (e sua amiga) Adri:
Qual é a diferença entre as calças Sarouel e Dhoti?
No “Dicionário da Moda”, do Marco Sabino, diz que a primeira é comum aos países do Norte da África enquanto a segunda é um tradicional traje indiano. Mas acontece que, ao pesquisar imagens delas na internet, percebi que a modelagem de ambas é muito parecida. Existe alguma diferença fundamental para distingui-las ou as pessoas usam o nome de uma para denominar a outra – criando, assim, uma grande confusão fashion?
Obrigado desde já,
João

Marília disse...

Sissi! adorei vc de consultora virtual! que luxo!!!
gosto bastante de usar a mesma cor de esmalte nos pés e mãos, apesar de ter rolado uma onda há tempos atrás dizendo que era cafona.... mas sempre gostei, então... feliz em saber da natalie e da isabella, duas mega chiques, que se jogam no "combinandinho" . O que ainda não tenho coragem é usar 2 cores diferentes : uma nos pés e outra nas mãos. Mass.... quem sabe, um dia eu arrisco.
beijos!