quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Sonia Rykiel para H&M 2

Faltou dizer que desfiles virtuais democratizam estilos - e apuram gostos – (diz Pollyana) para os leigos, mas minha aposta é num retorno às exibições petit comité para a imprensa.

Alber Elbaz da Lavin já faz, feliz, com as precol. Ele adora mostrar para o editores cada look, explicando cada peça.

Os editores, por sua vez, fazem perguntas, tomam champanhota e viram a peça do avesso.

O que é, exatamente, o ponto todo: saber o que o estilista pensa em geral e pensou para coleção, entrar no clima para ver se a peça retumba na vida real (daí a eficiência da champanhota) e analisar o trabalho técnico.

Que venham os petits comités. E que desfiles assumam sua vocação marketeira.

3 comentários:

Helena M. disse...

Simone,
Não sei se vc viu, mas Alcino Leite fez um texto ótimo sobre isso: http://ultimamoda.folha.blog.uol.com.br/

Discussão boa e importante e que vale para muita coisa, além da moda...

Bjs

andrea disse...

Pilar quer um desses.

Manuela C. disse...

Durante o Colóquio de Moda deste ano, Walter Rodrigues falou algo muito parecido com isso. Disse que sente vontade de explicar para cada jornalista que escreve uma crítica sobre suas coleções tudo o que ele quis dizer com cada elemento de cada peça, porque muitas vezes eles não entendem qual a mensagem do designer. Acho os petits comités muito válidos!