quinta-feira, 29 de maio de 2008

Casa de Criadores - dia 1 - shopping list

No Dior ontem, mas uma listinha de compras - ah, isso sim, sempre!

PEÇA UM: VESTIDO-LENÇO
Embaladinha por Elis Regina, a Diva, de Andrea Ribeiro, veio feliz de vestido-lenço - sooooo Hermès. De seda, com desenhos de lenços originais da década de 1970, que Andrea pesquisou em um livro de época e mandou estampar. "Para dar mesmo a cara de lenço, com aquele barrado, optei por não fazer estampa corrida e sim no formato da peça (carré)", ela me contou. Na passarela, ele parece trop-curtinho, mas diva que é diva não entrega tantos centímetros de corpo. Portanto, medida oficial: um pouquinho acima dos joelhos. Você já se enxergou em Capri, de gladiadoras, oui? Eu também! A gente vem num arrastão de anos 1970 - com calça de boca larga, cintura mais alta, plataforma meia-pata, poncho, colete, blablabla -, mas vestido-lenço não me lembro de ter visto, não.


Vestido-lenço de seda com estampa exclusiva, R$ 559.

PEÇA DOIS&TRÊS: VESTIDO 50S + CINTO DE CORRENTE
Outra peça-graça é o tomara-que-caia com decote de coração (quadrado!) de seda e linho - um tecido novo que Andrea está experimentando. "O bacana é que o caimento não é tão durinho quanto se fosse só o linho", explica, sobre o modelo mais 50s, direto do começo de carreira de Elis. Acho bom porque tem uma elegância discreta e é feminino demais sem ser um bolo-de-noiva - digamos uma releiturinha sintética da época. Fica o espírito, saem os metros de tecido.

Pena que não temos foto mais próxima: o cinto, todo de correntes - inclusive a fivela - é lín-di-mo! Tem um versão mais pesada, mas essa fininha, é na medida justa.


Vestido de linho e seda, R$ 459. Cinto de corrente de metal, R$ 149.

Girrrls, as peças entram na loja a partir de setembro.

A Diva fica na Alameda Lorena, 578, tel. (11) 3884 7246. Mas ela está espalhada em 70 pontos Brasil afora. Para saber onde, mande um email para ela: andrea@divadiva.com.br


PEÇA QUATRO: CALÇA CENOURA

Sim, a temporada de cavalos baixos vem aí a galope. E esse exemplar, de cintura alta, resume a silhueta por aí afora. É larga nas coxas e afunilada na barra. O cós é alto, a cintura, idem. Mas mal os anos 1970 entraram na moda, pra quem é de moda eles já eram. "Minha proposta é usar desabada nos quadris, bem masculina mesmo, como a modelagem cenoura é originalmente", diz 'Gus', para os íntimos.


Calça de linho, R$ XXX (gente, o Gus estava sem o preço. Assim que ele me passar, eu atualizo!)


PEÇA CINCO: MICROTÚNICA
Se você é 1970, mas não faz o tipo diva-lenço Hermès, pode fazer o gênero étnico com essa microtúnica. O mais bacana é a história das estampas. A caminho da costureira, cujo ateliê fica no Campo Limpo, Gustavo se acostumou a clicar com o celular as pinturas de carroceria de caminhões antigos que transitam pela Marginal (essa história de pintar a carroceria de madeira é uma arte feita a mão em extinção - genial essa idéia!). "O Brasil tem uma raiz africana e isso acaba aparecendo quando a gente menos espera", diz o estilista, que se surpreendeu com o efeito yorubá-banto, resultado das 35 mil viagens, em três séculos, entre África e Brasil, ao juntar as várias pinturas.


Microtúnica de malha de bambu, R$ XXX: essas peças estampadas terão etiqueta Tarântula por Gustavo Silvestre

ps: atenção para os cabelos, presos de um lado e ondulados do outro! Denise Dahdah, editora de moda e beleza da Quem, e moi même amamos (mas nem por isso vamos fazer alongamento!)

Coleção nas lojas a partir de setembro. A etiqueta Gustavo Silvestre mora nas araras do Acervo Benjamim (Oscar Freire, 512, Jardins, tel.11 3060 8333) e na Ellus 2nd Floor (Oscar Freire, 990, tel. 11 3061 2900; Garcia D´Ávila, 73, tel. 21 2522 7649). Ou você manda um alouuu por email: gustavo.salima@bol.com.br

PEÇA SEIS: CAMISETA COM DECOTE V E ESTAMPA DE FLOR
Sim, o desfile é masculino, mas se a gente já roubou o cardigã, o jeans e os oxfords deles, por que não uma camisetinha assim, singela, com flores do campo? De algodão, tem várias estampas (orquídeas, por exemplo) aumentadas e modificadas para dar um efeito "sobressaltado" - a escolher: o Marcelu (fala-se MarcelU, acento no 'u', por favor) Ferraz faz flores e modelos sob encomenda. "Tem uma modelagem, com V na frente e nas costas, que é um arraso."


Camiseta de malha, R$ 80: lavagem para ficar com efeito usei-tanto-e-não-consigo-deixar-de-usar.

Para ter a sua, é só ligar para o Marcelu: 11 7605 1801. Ou mandar um email: marceluferraz@gmail.com. Ou passar no apê-loja dele: Rua Pedro Taques, 61, ap. 07, Consolação.


(fotos: Paulo Reis)

4 comentários:

lumefa disse...

eu quase fiquei com vontade de comprar as calças...

mas achei que a galera arrasou no vizu, pelos menos nas foto ficou tudo lindo!!!

garimpo de estilo disse...

É como vc mesma falou "No Dior", mas o cintinho tá muito fofo! Bjs, Sheyla

denise dahdah disse...

Amei o post, amo o seu texto E amei que a gente não vai alongar o cabelo!!

Patricia Veltri disse...

adorei seu blog
e dei varias risadas tb
saudacoes da holanda
patricia veltri