terça-feira, 27 de maio de 2008

Casa de Criadores - verão 2008/09



Sophia Loren assiste ao desfile da maison Dior em dezembro de 1959: e se nenhum jornalista estivesse sentado no front row do número 30 da Avenue Montaigne, estréia de monsieur Dior, em 12 de fevereiro de 1947?


Então, é isso: o verão 2008/09 começa amanhã com os desfiles da Casa de Criadores no shopping Frei Caneca (veja a programação aqui). Vou assistir tudo e contar na medida do bom impacto. Na quarta, André Hilago, a mente e o muque por trás dessa idéia, vai conversar comigo - tudo devidamente registrado para o SISSI TV!

Uma amiga querida me perguntou porque eu iria aos desfiles de iniciantes (or so). Respondi que tinha aprendido uma lição boa com minha fashion journalist guru, Carmel Snow. "She was the one of the very few people of her caliber who would come to see what a young unknown was doing", says James Galanos, who opened his fashion house in California in 1950 and whose career Carmel championed from the start. Polly Mellen never forgot being chastised by her in Paris one year after she skipped a fashion show by an unknown designer. "Carmel said, 'You must go to every show. How do you know that this isn´t going to be the hottest collection of the season?´".

Carmel sabia do que estava falando: já imaginou quem deu de ombros para a estréia de Christian Dior, em 12 de fevereiro de 1947? Sou otimista - acho que a História, com h maiúsculo, pode acontecer a qualquer momento diante dos nossos olhos - não acho que aconteça um Dior. Não exatamente por falta de imaginação, mas por falta de cultura de moda que se reflete na qualidade dos tecidos e das costuras. Enfim, estar lá é no mínimo, obrigação. No médio, curiosidade. No máximo, um cruzar de dedos por um projeto de Dior.

4 comentários:

lumefa disse...

putz cara, foi na fashion week que o maior espetáculo artistico da minha vida aconteceu, e foi bem foda!!!!

a gente sabe que nem todo mundo gosta, o que é melhor; porque se eles gostassem certamente não seria nem tão novo, nem tão bom!!!!

Samuel disse...

Oi Simone!(vc lembra de mim sobre o comentário de arte e moda, sempre posto no blog da Ana Clara de Paris?!!)
Que felicidade ver que o blog voltou com tudo!! Seus textos são ótimos, são o fino da bossa!!!hahaha! que delícia é acordar todas as manhãs me deleitando com essas leituras!! Concordo em todos os sentidos, história é feita todos os dias, ainda mais se tratando da moda!! Dessa forma, que venha um Dior, quem sabe!! Forte abraço e sorte sempre!!

sabina anzuategui disse...

Si, lembra que te falei das roupas no Machado de Assis? Bem, em Dom Casmurro tem bastante coisa. Nos primeiros capítulos, principalmente roupas masculinas. Bastante difícil de entender, vocabulário antigo.
Você se interessa por roupas masculinas?

deh disse...

Sissi
para falar de moda precisamos nos desprender de vícios e preconceitos. A mesma coisa acontece com tudo o que for novo, ao primeiro olhar a estranheza se revela, mas se o filtro for bom... ele entenderá que é genial.
Infelizmente o Brasil ainda é muito preconceituoso, quase bairrista e isso é muito triste de se ver. Por sorte, ainda existem pessoas com a esperança de assistir uma nova idéia nascer, e contar uma história diferente das demais.