sexta-feira, 2 de maio de 2008

Gwyneth, a redenção

Gwyneth Paltrow pode até ter sido a IT-girl dos anos 1990, mas eu sempre achei que isso fosse much ado about nothing. Nada nela tinha força - personalidade: cabelos lisos e loiros, como toda boa wasp, pele, idem, papéis, idem, expressão, idem, figurino, uff - tudo no script mais do que esperado! Quem se esquece dela na versão Cinderela-desculpe-me-por-existir com vestido rosa ping-pong, cabelos presos, tudo correto e tão sem sal... com o Oscar nas mãos por Shakespeare Apaixonado? Ele jamais se apaixonaria...




Mas lá se vão quase dez anos, dois filhos e uma vida em Londres e Gwyneth ganhou muito sal. O novo look é superedgy, os cabelos estão incríveis, enfim. As escolhas são muito mais corajosas - que tal o pink Dior desbancando o rosa-bebê Ralph Lauren? Sapatos pesados com vestidos curtos, delicados e sexy ao mesmo tempo, toques de masculino, poucos acessórios (poderosas as gladiradoras Givenchy com vestido vintage YSL, não?). O corpo cresce e a mulher aparece antes da roupa. E com cara de começo de século 21.



3 comentários:

Jussara Romão disse...

Olá Si,
Eu ilustrei os mandamentos dos chics.
Vá até lá e me diz se gostou.
bjs

Virgínia disse...

Um dia a pessoa evolui, e ela evoluiu muito, tá ótima!! Chiquérrima!!

Marta De Divitiis disse...

Realmente ela melhorou demais! era antes tão sem graça...